sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

De novo, ui!

De novo, o que, Camila?
Bom, hoje eu acordei exatamente assim:


CARALEO VOU FAZER QUINZE ANOS, POPULAÇÃO BRASILEIRA (?)


Não que isso seja super ÓÓÓÓÓ, mas me botou pressão, rere. Sabe, eu tô indo pro Ensino Médio (grande merda, uahuahuahauh), e sei lá, eu lembro que quando eu era criança, eu achava fazer 15 anos super legal. Era a idade que as minhas primas, vizinhas e meninas de 15 anos que eu conhecia começavam a namorar, começavam a sair, fazer RGs falsos, e tal.
Eu não pretendo fazer nada disso. Aliás, nem se eu quisesse, eu sei que nada disso vai acontecer.
Nem mesmo a festança dos quinze anos. Eu sou pobre. Oi.
Mas sabe, apesar de eu ter tirado a mágica dos 15 anos, e estar me sentindo terrivelmente nova falando isso (qual é, tem gente que lê isso que tá na faculdade, mano), a verdade é que eu tô preocupada.
Eu tenho 3 anos pra fazer as coisas que eu deveria, mas não quero, e decidir o que fazer pro resto da minha vida.
Eu não quero isso. Eu só quero uma torta, porque iria bem agora dormir.
Parece estúpido, mas é. EU só quero curtir a minha malemolência e a torta antes dita!
E sarar dessa merda que tá dentro de mim. Eu não faço nada o dia inteiro. O ponto alto do dia é tomar banho porque muda a paisagem. Porque eu tô passando os dias inteiros variando entre o meu Wallpapper do Darth Vader (com direito às vozes de M. Shadows - o menino que tem cara de mal, age como mal, fala como mal, mas no fundo é uma fofura, Caleb Followill - o caipira descolado que acha que eu levo à sério essa voz de quem se drogou, Kurt Cobain - tá, esse aí eu levo à sério tudo, e não posso fazer piadas. É contra toda e qualquer fibra do meu ser, e Renato Russo - outro que eu não me permito fazer piadas, mas não por ser tão fã assim rs é que Faroeste Caboclo faz parte da rotina. E Dezesseis.) (não sei porque dei características Q) com as paredes brancas (assumo que cantei Cine) sem graça + TV igualmente sem graça com filmes sem graças (e a TV é p-a-g-a, só pra piorar).
Pijama é a única roupa que eu conheço, e o meu café da manhã hoje foi uns dois goles de suco de limão e um copo de água acompanhado de alguns comprimidos. Lindo.
Tô precisando de vitaminas, o pouco que eu como eu vomito de tanto que eu tô tossindo vou comprar um Gatorade.
Nem vou. Atravessar uma rua pra chegar na padaria. Muito longe. Vou voltar pra TV e meu edredom. É.
Rezem por mim. Sério. Tá tenso. Eu fiz cookies ontem (sim eu sei fazer) (sim, é mtmtmtmtmt bom \o/) e só comi um. E na metade dele eu já num aguentava mais.
Mano, eu sou daquelas que come um boi sozinho se deixar. Merda. Tô mal mesmo. Mesmo.
Tá. Já deu. Não paro com isso dos pontos. Merda. Merda.
AAAAAAAAAAAH CU Q



Essa foi a coisa mais sem noção que eu já escrevi. Mas grande parte é verdade. Acredite em mim. São os vírus que em mim vivem que estão me atrapalhando. Perdão.

Um comentário:

Mariana. disse...

eu sempre quis fazer 15 anos só pra dizer para as minha primas menores 'HAHAHA tenho 15 anos sou mais velha e sou adolescente!' hoje elas tem 16 e eu 17 faltando 163d. para os 18, nunca gostei daquela festinha tradicional de 15 anos com valsa acho super clichê e também sou pobre e não teria condições de bancar um festão menos festa mais notebook e garanto que é melhor que festa de vestidinho rosa riariariaia. Gostei do post me identifiquei quando fiz 15 anos era a mesma sensação de poder IHAAAA.

http://lerowerock.blogspot.com/